O bloqueio de mentes inconvenientes

Deixe um comentário

28 de maio de 2013 por deglutindopensamentos

Eliton Felipe427273_423699264379090_1925993822_n

ABRIR-FACEBOOK-BLOQUEADONa minha conta no facebook, tenho 18 pessoas bloqueadas. Nunca imaginei que fosse chegar a esse patamar de rejeição aos outros. As 23h15 de ontem bloqueei mais dois indivíduos e, acredito, não foram os últimos a serem eliminados da minha vida.

Os excluí da time line por diversos motivos. Na verdade, cada um tem uma questão própria, mas a maioria foi por fanatismo religioso, preconceito (geralmente ligado ao primeiro item), sectarismo político e chatice. Quem me dera na vida real, as coisas funcionassem da mesma forma. Dou um clique e aquele ser humano homofóbico se reduz ao seu próprio grupo preconceituoso. Clico em “bloquear” e o ignorante que acha que sabe a diferença entre saco e sacola vai parar no Tadjiquistão com seus amigos sectários. Infelizmente não é assim que as coisas são.

As redes sociais, ao mesmo tempo em que possibilitaram o acesso a informação em tempo recorde e em enorme quantidade, proporcionaram também, o reconhecimento do preconceito e da ignorância (não intolerância, porque essa é apenas a expressão maior dos ignorantes). No facebook o camarada diz o que quer e acha que isso é liberdade de expressão. No começo, tento argumentar. Aí ele me diz “Está escrito na Biblia!” (bloqueado). O pior é a reprodução de ódio camuflado. Quem nunca viu memes defendendo a pena de morte, a redução da maioridade penal ou a submissão das mulheres? Todos querendo garantir o direito de levar o seu feixe de lenha para a fogueira em que vão queimar a sociedade que estão ajudando a cons(des)truir.

É claro que a rede garante também a luta contra esse mesmo tipo de usuários, a página Fora Feliciano, por exemplo, possui 1.658 seguidores, mas quando você entra na página do pastor e deputado federal investigado por uma série de crimes, entre eles o famoso 171, responsável por falas racistas e homofóbicas, se depara com o estupido número de 142 mil seguidores. Nesse momento você perde a confiança nos seres humanos.

Nas ruas as coisas não são muito diferentes. Nas escolas em que lecionei, os educandos, que são reflexos direto de seus pais, reproduzem falas preconceituosas o tempo todo. Certa vez, um estagiário fez uma pesquisa durante as minhas aulas e, para a minha surpresa, os adolescentes, em sua maioria, respondiam que bateriam em todos aqueles que não acreditavam em Deus (o deus cristão) ou que eram gays. Isso depois de 6 meses de aula, conversando e debatendo com aquel@s garot@s, na tentativa de mudar conceitos prontos, que muitos gostam de chamar de moral e bons costumes. As vezes dá vontade de construir uma bolha e viver nela, fugir, criar um Falanstério com alguns amigos. Aí eu lembro que, se desistir, quem vai continuar lutando?

Infelizmente, não dá para bloquear os inconvenientes da vida real, mas sempre é possível lutar para que eles mudem. É como diz o ditado “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura” e se não furar, “É de menino que se torce o pepino”, se conseguirmos acabar com o preconceito e o sectarismo de algumas crianças e adolescentes, mesmo que os pais continuem agindo dessa maneira, talvez, em um futuro não muito próximo, não precisemos mais da tecla milagrosa.

 

Anúncios

Degluta conosco...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Capitão Barba Ruiva, a sua livraria virtual

Capitão Barba Ruiva a melhor opção em livros

Baú

O que tem pra hoje?

maio 2013
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Leitores

Nós que aqui estamos, por vós esperamos.

  • 122,136 pessoas já nos viram

Medalhas do blog

%d blogueiros gostam disto: