A Copa que começou com uma grande mentira

Deixe um comentário

22 de maio de 2013 por deglutindopensamentos

Sem títuloDesde o começo, quando anunciaram que a Copa do Mundo de 2014 seria no Brasil, o governo avisou que a iniciativa privada iria arcar com as despesas necessárias para sediar o Mundial. No entanto, isso sempre pareceu uma piada de mau gosto, pois sempre soubemos que não seria bem assim. Bom, não estávamos errados. Em praticamente todos os estádios foram gastas verdadeiras fortunas tiradas dos cofres públicos para reformar e até erguer novas “Arenas”. Somando Maracanã e Mané Garrincha, os custos superam a impressionante cifra de R$ 2 bilhões.

Mas a coisa piora. Já se comenta que o Maracanã precisará passar por novas reformas para sediar a Olimpíada de 2016. Isso mesmo. R$ 1 bilhão parece não ter sido suficiente para adaptar o estádio para os dois eventos. Isso tudo sem contar a reforma para o PAN de 2007, na qual foram gastos mais de R$ 700 milhões. O caso do Mané Garrincha não é muito diferente. Com R$ 1, 2 bilhão investido, o estádio apresenta irregularidades e teve o custo inflacionado em mais de R$ 500 milhões. Além disso, em Brasília, assim como o estádio do Amazonas e outros, não há clubes de tradição. Portanto, tem tudo para se tornar um elefante branco.

Mas quem vai ficar mais feliz com tudo, como sempre, não é a população. A iniciativa privada está faceira com tudo isso, pois vão ganhar grandes Arenas de presente mesmo tendo investido apenas 3% do montante total gasto nas reformas e construções. A estimativa é de que esse valor chegue a R$ 7 bilhões, sendo que 97% saindo dos cofres públicos, de forma direta ou indireta, por meio de financiamento do BNDES. Maracanã, Mané Garrincha e Itaquerão, por exemplo, serão administrados pela iniciativa privada. No estádio carioca, quem ganhou a licitação foi o famoso empresário Eike Batista.

Bom, depois de tanto dinheiro gasto com os estádios e toda a infraestrutura, se esperava que a população tivesse acesso aos jogos. Mas não, com valores que variam entre R$ 314 e mais de R$ 8 mil por um ingresso para a Copa das Confederações, a maior parte da população ficará de fora da festa. Portanto, a Copa do Mundo será da elite, mesmo tendo sido financiada por toda a população. Aí, fica a pergunta: como um país que estipula R$ 678 como salário mínimo permite que a Fifa cobre R$ 314 pelo ingresso mais barato? Nem citei aqui o superfaturamento e todas as outras irregularidades que estão sendo descobertas. Mas isso vai ficar para depois, quando acabar o Mundial e a Fifa sair do Brasil com os bolsos cheios de dinheiro.

Anúncios

Degluta conosco...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Capitão Barba Ruiva, a sua livraria virtual

Capitão Barba Ruiva a melhor opção em livros

Baú

O que tem pra hoje?

maio 2013
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Leitores

Nós que aqui estamos, por vós esperamos.

  • 111,792 pessoas já nos viram

Medalhas do blog

%d blogueiros gostam disto: