É proibido ser perfeito

Deixe um comentário

11 de fevereiro de 2013 por deglutindopensamentos

Alexandre Perger

mortoMe sento em frente ao computador e tento escrever algo perfeito, infalível. Mas que perfeição é essa que não existe? Ela consome meu tempo de sobra, morde com suas mandíbulas ferozes a minha paciência. Estou aqui há dois minutos, nada de perfeito saiu, apenas loucuras de um cara que não sabe o que escrever. Escrever, o que é isso afinal? É um ato de amor ao próximo? Mostrar aos outros o que se está pensando? As respostas não chegam. Sinto-me angustiado. Quero perseguir uma linha. Posso buscar atalhos ou ficar preso na mesma forma que está me deixando nervoso. Bem que os fios de pensamento poderiam brotar em nossa cabeça, aí seria tudo tão simples. As almas estariam mais completas. Os risos seriam mais frouxos. Que nada, tudo tem que ser mais difícil. A graça de se estar na lama é poder chafurdar nela, como criança.

Passam os minutos impacientes, irritados com a minha demora em escrever algo perfeito. Talvez se eu for imparcial eu consiga. Boa idéia. Vou escrever assim, então. Agora me deparo com a falta do que acreditar. De que lado estou? Ideologias saltam aos meus olhos, todas sedutoras. Acho melhor seguir uma delas. Mas estou preparado para tomar tamanha decisão? Pensando melhor, vou ficar no meu canto e esquecer essa tal de imparcialidade. A perfeição não está nela, nossas escolhas podem ser percebidas em cada palavra utilizada. Então, sejamos mais sinceros e vamos reconhecer nossa falta de perfeição.

Rodeado de sombras, continuo sentado na frente do computador. Meu corpo parece sentir a fraqueza da minha mente e começa a dar sinais de sonolência. Não desisto, meus dedos continuam a percorrer o teclado, na tentativa de me animar. Meus olhos se fixam na tela. A concentração parece ser questão de tempo. Paro de escrever, penso, acho que estou viajando além dos mundos que compõem nosso espaço. Talvez isso faça parte da concentração. Mas também pode ser uma armadilha do cansaço. Busco uma cerveja, pretendo gelar minha garganta, já que não posso soltar gritos, os vizinhos estão olhando. Acho que agora voltarei a escrever para terminar essa frustrante tentativa de ser perfeito. Utilizei artimanhas, mas o colorido não veio. Deixo para a próxima.

Anúncios

Degluta conosco...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Capitão Barba Ruiva, a sua livraria virtual

Capitão Barba Ruiva a melhor opção em livros

Baú

O que tem pra hoje?

fevereiro 2013
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

Leitores

Nós que aqui estamos, por vós esperamos.

  • 119,955 pessoas já nos viram

Medalhas do blog

%d blogueiros gostam disto: